CRC participará da implementação de secador rotativo de argilas em empresa do pólo de Santa Gertrudes

Tradicionalmente, as empresas do pólo de Santa Gertrudes utilizam pátios de secagem a céu aberto, onde as argilas recém-extraídas são secas por exposição ao sol antes de ingressar no processo de preparação de massas. Esta operação se faz necessária para reduzir a umidade natural das argilas antes da etapa de moagem.

Através de um projeto de P&D realizado em parceria entre CRC, Comgas e Cerâmica Carmelo Fior, um secador rotativo de argila está sendo instalado em uma empresa cerâmica em Cordeirópolis (SP), para que 100% da produção de revestimentos cerâmicos de uma unidade fabril seja realizada com secagem forçada a gás natural.

A instalação do secador, com capacidade de produção de 45 ton/h de argila seca, está em fase de conclusão e o CRC será responsável por avaliar a produtividade, o desempenho energético do equipamento e a qualidade da argila seca obtida.

Espera-se que o projeto possa trazer uma série de vantagens para a fabricação de revestimentos por via seca, pois a utilização do secador de argilas deve garantir o abastecimento da fábrica com argilas de umidade constante durante o ano inteiro, favorecer a produtividade dos moinhos pendulares e ainda contribuir para uma melhor granulação da massa. Além disso, o secador de argila pode contribuir para a redução do uso de pátios de secagem, que vem sendo bastante discutida no pólo de Santa Gertrudes por questões ambientais.

Os resultados do projeto devem ser apresentados em um evento técnico previsto para o segundo semestre de 2020. Fique atento para as divulgações no nosso site!

.