Análises químicas

Determinação da composição química de amostras inorgânicas, realizada predominantemente pela técnica de fluorescência de raios X, que também pode ser combinada com outras metodologias, como absorção atômica, fotometria de chama e volumetria. Na rotina mais convencional, são determinados os teores, com limite de detecção de 100 ppm, de dez elementos químicos na forma de óxidos (SiO2, Al2O3, Fe2O3, TiO2, CaO, MgO, Na2O, K2O, MnO e P2O), além da perda de massa por calcinação a 1000oC (P.F.). A rotina pode ser estendida e/ou adaptada para a detecção de outros elementos, como metais pesados (chumbo, cádmio e outros previstos na normativa ROHS), boro (em minerais e materiais vítreos), elementos radioativos (tório e urânio), dentre outros.

Confira outras análises feitas pelo CRC clicando aqui.